25 mar 2010

Esclarecimento: dia letivo

Publicado por: Uni BH
Tags: ,

17 Comentários

Para esclarecer dúvidas referentes à paralisação de professores do Simpro, o UniBH informa que nesta sexta, 26/03, a Instituição estará aberta normalmente para atividades acadêmicas , sendo assim considerado dia letivo normal.

Através do site do Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro Minas), há a possibilidade de se consultar informações referentes à paralisação, que abrange além do ensino superior, outros níveis da Educação.

17 comentários para:
Esclarecimento: dia letivo

  • Bruno disse:

    E os professores que anunciaram que não iriam dar aula? Como fica isso?

  • Lucas Ronesle disse:

    Bom, eu acho o seguinte, ficou um pouco vago a informação da UNI para com seus alunos. tentei entrar em contato com os coordenadores do meu curso hoje via telefone e celular. não que talvez hoje seja um dia conturbado, mas sempre que ligo não consigo informações sobre se vai ter aula ou não. A propósito o NING como entrar em contato com vcs por lá? mandar um comunicado tendo a certeza de que vocês estão lendo o que escrevemos. Se estão ocultos acho que deveriam aparecer, ou então eu nao estou sabendo utilizar a ferramenta direito. O blog apenas não está sendo eficaz para comunicação mais precisa.
    Hoje vou à aula apenas pra saber se meu professor irá tbm, do contrário deverei voltar para traz.

    • Caroline disse:

      Bom, o que aconteceu no meu curso na sexta feira foi de somente ao chegarmos la sermos dispensados das aulas. Segundo o site da Simpro no dia 05 de abril haverá paralisação, mas até agora nenhum comunicado foi feito. Gostaria de saber se vai ser dia letivo ou nao, pois o manifesto dos professores é justo, mas fazer os alunos chegarem ao Buritis pra descobrir que nao tem aula acho muita sacanagem

      • Uni BH disse:

        Olá Caroline, a paralisação que envolve diversas instituições de ensino também está assegurada aos professores do UniBH, entretanto, tendo em vista o vasto número de docentes, não há como saber quem participará. Para fins acadêmicos, consideraremos dia letivo normal.
        Obrigado

  • gabriel figeuredo disse:

    havera aula amanha, para o curso de educacao fisica? pois nao recebi nehum e mail de professor ,e nenhuma manisfestacao da faculada sobre tal?

    • Uni BH disse:

      Olá Gabriel, a paralisação que envolve diversas instituições de ensino também está assegurada aos professores do UniBH, entretanto, tendo em vista o vasto número de docentes, não há como saber quem participará. Para fins acadêmicos, consideraremos dia letivo normal.
      Obrigado

  • Lucas Fernando disse:

    Pois é, mais uma paralisação no UniBH, e mais uma vez tratam os alunos como alienados.
    O mais engraçado é a posição da instituição, que deve viver em um universo paralelo, com sala com ar condicionado e acesso às redes sociais, que de respostas concretas, pouco fornecem.
    Concordo que é um direito dos professores em fazerem greve, mas se eles paralisam, por qual motivo será? Será que o UniBH paga o piso aos professores? Será que é um pouco acima? Estaria aquém do ideal? Professor só faz greve se ele está sendo prejudicado, e como praticamente todos aderiram, alguma coisa está errada. Alguém explica o motivo de algumas instituições não estarem em greve, como a PUC e pasmem, até a UNA, “irmã” do UniBH? Alguma coisa não está certa, concordam? Agora, outro detalhe: pagamos mensalidades absurdamente caras, no mínimo R$600,00. Meu curso mesmo é R$800,00. Como, com pagamentos tão caros, os professores decidiram paralisar?
    É uma patifaria o que estão fazendo com os alunos do UniBH, uma falta de respeito total. Como se não bastasse essa gestão pífia da Ânima, temos de aguentar outra onda de greve, pouco mais de um ano depois da paralisação de 2009.
    Coroando tudo isso, simplesmente “não sabem os professores que aderiram ao movimento”. O MÍNIMO que deveria ter sido feito, é encarar essa situação abertamente, e enviar um email aos alunos falando se vai ter aula ou não, ou pelo menos pedir aos professores que entrem no Sistema Online e mandem um recado para nós. Isso é difícil? É exigir demais? Quem paga centenas de reais por mês pode ter um serviço minimamente digno?
    Por fim, não acredito que o que estão fazendo com os alunos é correto, deveríamos ser tratados do jeito que merecemos ser. Mas, como estamos percebendo desde a gestão mega-ultra-power-advanced moderna da Ânima, é uma total deterioração do que já era péssimo na época da Fundac, que não deixa saudades. Mas a Ânima, pior ainda, não deixa nenhuma esperança. Graças a Deus que me formo ano que vem, para ficar longe dessa baderna chamada UniBH.

    • Uni BH disse:

      Olá Lucas, sobre a paralisação, ressaltamos que outras instituições também estão participando, sendo assim uma mobilização do Sinpro (www.sinprominas.org.br/), e não somente dos professores do UniBH.
      A orientação é que os coordenadores informassem aos alunos sobre a disponibilidade dos docentes.
      Vale lembrar que o direito à paralisação, e sobretudo o de manifestar-se sobre presença ou não em ambiente de trabalho está sendo garantido aos professores do UniBH.
      Obrigado.

  • Pedro Siqueira disse:

    Para o UniBH é muito simples, você vai, se tiver aula blz, se não tiver você volta. Afinal não temos mais nada para fazer da vida e nosso dinheiro está sobrando para sair de casa ir até o Estoril para ouvir que seu professor aderiu a paralisação e voltar para casa.

    • Renata Scaff disse:

      Gente, uma coisa é fato: UNIBH é a faculdade mais desorganizada que existe em BH! Nao tem a menor condição o aluno nao saber se vai ter aula!
      É muita falta de respeito nso fazer pegar um onibus, as vezes dois, para chegarmos na faculdade e voltar pra casa! Que que isso? Faz 3 anos e meio que estudo aqui e 3 anos e meio de falta de consideração com os alunos!!!!!!!!

      • Uni BH disse:

        Foi feita divulgação no blog e enviado e-mail aos alunos sobre a paralisação, porém, seguindo o calendário acadêmico, não houve paralisação, apenas alguns professores aderiram ao movimento.

  • Lucas Fernando disse:

    É, mais uma vez, essa pessoa que responde aos comentários do Blog do Uni vem com explicacões evasivas e que não esclarecem nada.
    Uma coisa é fato: os professores pararam porque não recebem um salário ou hora-aula, que seja, dignos. Tão simples quanto somar 1 + 1. Pior ainda é a resposta que dão: “ressaltamos que outras instituições também estão participando”. Desculpe-me a franqueza, mas não me interessa se outras instituições estão participando. Estudo e pago R$800 ao UniBH.
    Agora, porque será que outras instituições não pararam, como a PUC? Simples, porque lá, a remuneração é maior, só por isso. Se os professores da Casa fosse valorizados como deveriam, não haveria paralisação.
    Mas entra gestão e sai gestão, é o mesmo UniBH de sempre: desorganizado, sem comunicação e sempre, sempre, sempre, culpando fatores externos pela péssima gestão e política adotadas.
    Repito que sinto-me ÓTIMO por estar formando em 2011, porque entra ano e passo ano, o UniBH não muda, só piora. Boa sorte aos loucos que pensam em um dia, estudarem neste lugar.

  • Rosana Gouvea disse:

    Gostaria de saber qual o percentual de alunos presentes para ser considerado dia letivo

  • Renata Scaff disse:

    Boa tarde!
    Gostaria de saber se o curso de ECOLOGIA terá aula normal hoje.
    É até desrespeito com os alunos a falta de avisos sobre a paralisação das aulas, estou tentando entrar em contato com minha coordenadora mas parece que é impossível!
    Vocês poderiam me dizer se terá aula o resto da semana???
    Obrigada,
    Renata

  • * Campos Obrigatórios

Posts mais populares