28 jun 2013

Defesa Civil e UniBH recebem prêmio da ONU

Publicado por: Uni BH

Nenhum Comentário

Prêmio foi um reconhecimento à cooperação entre as instituições na inspeção das potenciais áreas de risco em Belo Horizonte.

A Organização das Nações Unidas (ONU) concedeu o Prêmio Sasakawa 2013 ao trabalho de parceria realizado entre a Defesa Civil de Belo Horizonte e o UniBH para a prevenção de acidentes nas áreas de risco da capital mineira. O prêmio foi compartilhado com a Aliança Nacional para a Redução de Riscos (Narri) de Bangladesh, que compreende dez ONGs internacionais e com a organização TDMMO, de Teerã, capital do Irã.

A parceria entre as Defesa Civil e UniBH, estabelecida no início deste ano, tem o objetivo proteger as famílias que vivem em áreas de risco por meio de diagnóstico e prevenção de problemas como desabamentos, drenagens e deslizamento de encostas, falhas nas construções, inundações.

De acordo com a ONU, Belo Horizonte tem 80 pontos de perigo para as inundações e várias áreas de risco de deslizamento de terra. As instituições mineiras foram escolhidas para receber o prêmio, pois realizaram um trabalho de cooperação que permitiu realizar a inspeção regular destas zonas de desastre em potencial.

Parceria

Quando a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) e o UniBH iniciaram essa parceria inédita, o projeto contava com 4 voluntários. Hoje, são mais de 40 alunos dos cursos de Engenharia Civil, Engenharia Ambiental, Gestão Ambiental e Geologia. O trabalho permitiu que profissionais da área, alunos e professores trocassem experiência para um aprendizado experiencial, aplicado ao desenvolvimento da engenharia social. Desenvolver a cultura de risco nas elaborações de projetos estruturais de obras civis é uma das justificativas da iniciativa, que também colabora para a construção de uma cidade mais segura.

Entre as atividades realizadas, está o treinamento dos voluntários, que podem acompanhar a rotina de quem trabalha com defesa civil na capital. “Com isso, ampliamos o conhecimento desse estudante que, em breve, estará exercendo a profissão. A experiência permite que o estudante conheça o trabalho da Defesa Civil e crie a cultura de risco, o que dá ao engenheiro uma visão mais responsável no momento de elaborar projetos, de edificações a grandes obras que previnem tragédias”, explica o engenheiro da Defesa Civil de BH, Eduardo Augusto Pederzoli, também coordenador do programa de estágio.

Dessa maneira, o aluno pode visualizar uma série de situações, como problemas de construções, desabamentos, drenagens e deslizamento de encostas. O contato com essas questões, na prática, complementa toda a teoria adquirida nas salas de aula. “Na faculdade os alunos são apresentados às técnicas e aos cálculos fundamentais da rotina de um engenheiro civil. No entanto, é o contato real que permite estudo dos problemas externos, a compreensão das causas de um desabamento e ter outros entendimentos”, exemplifica o diretor do Instituto de Engenharia e Tecnologia do UniBH, João Medrado da Rocha Neto.

O prêmio

O prêmio Sasakawa, realizado bienalmente, é concedido ao projeto mais inovador com base em ações integradas para a redução do risco de desastres naturais. O prêmio é entregue desde 1987 e já teve como vencedores trabalhos de cidades como São Francisco, nas Filipinas, Santa Fé, na Argentina, e Vancouver, no Canadá, além de projetos criados pelo médico indonésio Eko Teguh Paripurno, pelo professor Yoshiaki Kawata, do Japão, e pelo engenheiro de Segurança do Trabalho Tony Gibbs, do Caribe.

Confira:

Depoimentos dos alunos premiados dos cursos de Geologia, Engenharia de Civil e Engenharia Ambiental.

Depoimento da vice-reitora, Vânia Café.

Depoimento do Diretor do Instituto de Engenharia e Tecnologia (IET), professor João Medrado.

Depoimento do Coordenador Municipal Defesa Civil, Coronel Lucas Alves sobre a parceria com o UniBH.

  • * Campos Obrigatórios

Posts mais populares